Polícia prende suspeitos de integrar quadrilha de roubo de cargas no RS

Investigação teve início em março deste ano quando o bando invadiu uma transportadora na cidade de Novo Hamburgo

Luciano Nagel , Especial para O Estado

14 Outubro 2015 | 15h53

Pelo menos quatro pessoas foram presas, na manhã desta quarta-feira, 14, suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em roubo e receptação de cargas. As prisões ocorreram em Porto Alegre, Novo Hamburgo e São Leopoldo, na região do Vale do Rio dos Sinos, no Rio Grande do Sul. 

A operação, denominada Mercúrio, contou com 100 agentes da polícia civil da Delegacia Especializada do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Foram cumpridos seis mandados de prisão temporária, 28 mandados de busca de apreensão e 20 de condução coercitiva (para prestar depoimentos) em dez municípios gaúchos e uma cidade de Santa Catarina. 

De acordo com o delegado Juliano Ferreira, a investigação teve início em março deste ano quando a quadrilha invadiu a transportadora TNT Mercúrio na cidade de Novo Hamburgo, no Vale dos Sinos. Na ação, os criminosos renderam os funcionários da empresa e roubaram o caminhão.

Os ladrões roubaram cerca de 1,3 milhão em cargas de equipamentos eletrônicos, incluindo tablets, iphones e notebooks.  Dias depois, a polícia conseguiu recuperar 90% dos produtos roubados. 

Receptores que compraram os aparelhos eletrônicos também estão sendo ouvidos pela polícia. Entre eles, estão funcionários de grandes empresas da região do Vale dos Sinos, advogados e contadores. Na ação desta manhã foram apreendidos 17 de iphones.

 

Mais conteúdo sobre:
Rio Grande do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.