Policia prende traficantes com cocaína rosada em alusão ao outubro rosa

Os homens, Vanderson Santos Almeida, de 20 anos, e Éder Souza Nascimento, de 23, foram surpreendidos por policiais da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar, durante uma ronda de rotina

Heliana Frazão, Especial para O Estado

02 Novembro 2016 | 00h00

SALVADOR - Dois homens foram presos no fim de semana passado, em Salvador, portando sete pequenos pacotes de cocaína. O que chamou a atenção nessa apreensão é que a droga tinha uma coloração diferente, no tom rosa, que os presos alegaram ter relação com o “Outubro Rosa”, campanha anual que pretende conscientizar a população sobre a necessidade de realizar os exames preventivos do câncer de mama.

Os homens, Vanderson Santos Almeida, de 20 anos, e Éder Souza Nascimento, de 23, foram surpreendidos por policiais da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar, durante uma ronda de rotina, com abordagens a suspeitos , no bairro, na Rua Santa Rosa, Fazenda Coutos, no Subúrbio Ferroviário da capital baiana. 

A pretensão dos suspeitos era comercializar a droga em uma casa de show no bairro próximo de Paripe. Os criminosos e a droga apreendida foram levados para a 5ª Delegacia Territorial, no bairro de Periperi.

Como as delegacias da capital baiana não fazem mais a custódia de presos, eles foram autuados por tráfico de drogas e encaminhados à Justiça, que decidirá sobre o destino de ambos.

A polícia sabe que a coloração rosada aplicada na droga é um artifício usado por traficantes para despistar a fiscalização.  Essa também não foi a primeira vez que traficantes usaram a cocaína rosa na Bahia. Em 2013 houve uma apreensão parecida, e, em perícia realizada pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi observada a presença de pomada anestésica, comprimidos de um relaxante muscular e fermento em pó, misturados à droga.

 Conforme a polícia civil, com chegada do período mais quente do ano, quando aumenta o fluxo de turistas e o número de festas, principalmente no litoral, cresce também a circulação e apreensão de drogas no Estado.

Mais conteúdo sobre:
SALVADOR Rosa Justiça Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.