Polícia prende traficantes e receptadores em SP

Policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Santo André, no ABC paulista, estouraram ontem um ponto de venda de drogas depois de denúnicia anônima. A princípio os agentes detiveram Rogério Gonçalves, 26, na porta de um barraco, na Rua Simão Dias, no Jardim Bom Pastor. Ele estava comprando cocaína. Quando os policiais entraram na moradia encontraram mais dois homens, que vendiam drogas. Mas o que surpreendeu a polícia é que no local estavam mais de 15 grandes porções de cocaína e maconha, prontos para a venda, além de diversos aparelhos eletrônicos. Valmir José da Silva, de 21 anos, Rogério Gonçalves da Silva, 30, e Roberto Avelino, 51, foram presos em flagrante por porte armas, tráfico de drogas e associação ao tráfico. Em um dos cômodos do barraco, os policiais encontraram vídeo-games, aparelhos de TV, aparelhos de som, forno microondas, além de cinco celulares, cinco relógios, quatro facas de grande porte e uma pistola 9 mm, de uso exclusivo das Forças Armadas, tudo roubado.GarraFoi descoberta também Santo André uma casa onde funcionava um depósito e uma oficina de conserto de máquinas caça-níqueis. Na residência, localizada na Rua Bisâncio, nº 290, no Jardim Santo André, em Santo André, no ABC paulista, policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (GARRA), da Polícia Civil, encontraram cinco máquinas caça-níqueis. Tudo estava em posse do proprietário da casa, Renato Bernardo, 49. Ainda na mesma operação feita no Jardim Santo André, os policiais apreenderam armas e detiveram Ivo de Freitas Nascimento, 62, por porte ilegal de armas. Ele tinha passagem pela polícia por adulteração e fasilficação de documentos públicos.

Agencia Estado,

21 de novembro de 2002 | 07h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.