Polícia prende traficantes que aliciavam crianças

Investigadores do Distrito Policial de Vila Brasilândia, na zona norte da capital paulista, prenderam, no início da noite desta terça-feira, dois homens acusados de aliciar crianças para o tráfico de drogas da região. Segundo a polícia, o ponto central de distribuição funcionava em um barraco no interior da Favela da Paz. Foram presos Antônio Prudente de Melo, o gerente do tráfico, e Emerson Aparecido Cipriano, ambos de 24 anos. Um adolescente, de 17 anos, que se preparava para entrar no barraco, onde pesaria parte do entorpecente, também foi detido e encaminhado para a delegacia. No interior da residência, os policiais localizaram duas meninas de 13 anos que estavam desaparecidas há uma semana. As meninas vinham sendo obrigadas a fazer a distribuição da droga e, ao mesmo tempo, eram molestadas pelos bandidos. "O que mais nos deixa indignados é o abuso e a exploração que os traficantes promovem com as crianças e adolescentes. Neste caso é ainda pior. Elas eram obrigadas a consumir drogas, atuar na venda e acabavam molestadas pelos traficantes que estavam na casa", afirmou o delegado Walter Torres de Abreu. Com os bandidos, os policiais apreenderam seis quilos de maconha. A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e corrupção de menores. O adolescente será encaminhado à Vara da Infância. As investigações tiveram início há dois meses e, segundo o delegado, a gerência do tráfico muda com freqüência para despistar a polícia. "Se um destes gerentes é preso, no dia seguinte outro é colocado no lugar", disse Abreu.

Agencia Estado,

11 Junho 2003 | 02h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.