Polícia prende trio que seqüestrou dez pessoas no Guarujá

A polícia do Guarujá, litoral sulde São Paulo, prendeu ontem três jovens, integrantes de umaquadrilha que realizava seqüestros relâmpagos na cidade e hojefazia levantamento de outros crimes que podem ter sido cometidospor eles, pois há outras ocorrências que revelam o mesmo tipo deoperação. Os três foram presos depois de ter seqüestrado dezpessoas na madrugada de domingo, levando-as para um cativeiroimprovisado, ao ar livre, no Morro do Guaiúba. Um adolescentecontinua foragido. O grupo começou a atuar por volta da meia-noite.Primeiro, foi o seqüestro de Karina Alvarez Ferreira, de 23 anos e de três amigas que a acompanhavam: Gisela Lopes Perez, de 21,Camila Bermudez Queija, de 22, e Fabiana do Rego Vasconcelos, de22. Elas estavam num Fiat Palio e foram levadas para o cativeiropor três dos rapazes, enquanto um outro os aguardava no local.Depois de roubarem cartões de crédito, celulares, dinheiro edocumentos, dois deles deixaram o cativeiro para tentar fazersaques com os cartões. Uma hora depois, voltaram ao morro num Vectra com maisseis jovens seqüestrados: Marcos Ferreira de Souza, de 22 anos,Wagner Ferreira de Souza, de 19, e Fábio José da Costa WerterJúnior, de 23, além de três mulheres que estavam com eles e nãoforam identificadas. O grupo permaneceu no cativeiro até as 6horas, quando os ladrões deixaram o local nos dois veículos. Os carros foram abandonados logo depois. Num deles, ospoliciais encontraram a carteira escolar de Rafael AraújoQueirós, de 20 anos, identificado pelas vítimas como um dosseqüestradores. A partir daí, a polícia identificou e prendeutambém Wilson dos Santos, de 20 anos, e Carlos Eduardo Alves deSouza, de 21. Os três foram autuados em flagrante por formaçãode quadrilha, roubo qualificado e privação de liberdade. Ospoliciais procuram ainda um adolescente que está foragido e é oquarto integrante da quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.