Polícia prende um dos acusados da morte de modelo na Rocinha

Investigações da Delegacia de Homicídios apontaram que vítima era usada no transporte de drogas para diversas comunidades do Rio

estadão.com.br,

17 Novembro 2011 | 12h37

SÃO PAULO - Foi preso na madrugada desta quinta-feira, 17, Ronaldo Patrício da Silva, de 36 anos, um dos acusados de assassinar a jovem Luana Rodrigues de Sousa, 21 anos, desaparecida desde maio deste ano, na Rocinha, zona sul do Rio.

Ronaldo compareceu à delegacia, acompanhado de seu advogado, Fernando Lacerda Soares. Após pesquisa no setor de Inteligência Policial, os agentes descobriram a existência de mandado de prisão temporária pendente, expedida pela 3ª Vara Criminal da Capital, contra Ronaldo.

Segundo a Polícia Civil, Luana saiu de sua casa, na Estrada das Canoas, em São Conrado, na zona sul, em direção à Favela da Rocinha, dizendo que iria resolver um problema. As investigações da Delegacia de Homicídios apontaram que Luana era usada no transporte de drogas da Rocinha para outras comunidades do Rio.

Entre os acusados pelo crime também estão Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que comandava a venda de drogas na comunidade da zona sul e que foi preso na semana passada, Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, também preso. Ainda estão foragidos Tiago de Sousa Cheru, o Dorey, Rodrigo Belo Ferreira, o Rodrigão.

Mais conteúdo sobre:
vítima modelo rocinha preso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.