Polícia procura bandidos que assaltaram carro-forte em Goiás

A polícia de Goiás ainda não tem pistas dos assaltantes do carro-forte que, na noite de segunda-feira, levaram um malote contendo papéis. Na ação, os bandidos deixaram um morto e dois feridos, que estão internados no Hospital de Urgências de Anápolis fora de perigo.O assalto ocorreu às 18 horas, na BR-060, na altura da cidade de Teresópolis de Goiás, a 30 quilômetros de Goiânia. "Tudo indica que não levaram dinheiro, só papéis", disse o delegado Jerônimo Rodrigues Borges, titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC).Entre seis e 12 homens, ocupando três veículos, atacaram o carro de transporte de valores da Proforte. A blindagem de um dos compartimentos foi furada a tiro de fuzil. Houve tentativa de explosão do compartimento onde o dinheiro era transportado, mas foi frustrada pela chegada da PM, seguida de troca de tiros.A morte do motorista do carro-forte gerou um protesto que reuniu, na tarde desta terça-feira, em Aparecida de Goiânia, um grupo de vigilantes comandado por João Machado de Araújo, do Sindicato dos Vigilantes do Estado de Goiás. "Nós queremos mais segurança", disse Araújo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.