Polícia Civil do RS/Reprodução Twitter
Polícia Civil do RS/Reprodução Twitter

Polícia procura suspeitos de roubar helicóptero para resgatar presos no RS

Grupo contratou voo privado, fez piloto refém e abandonou aeronave próximo à Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2017 | 06h27

SÃO PAULO - Um grupo que roubou um helicóptero, manteve o piloto refém e depois abandonou a aeronave é procurado pela polícia no Rio Grande do Sul, desde o último sábado, 8. Os criminosos contrataram o serviço de uma empresa de táxi aéreo em Canela, na serra gaúcha, por R$ 5 mil. Uma das suspeitas é de que a quadrilha planejasse resgatar presos de cadeias na região metropolitana de Porto Alegre. 

A aeronave foi localizada poucas horas depois em uma área rural de Triunfo, também na serra. A Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) fica a apenas cinco minutos de voo do local. Quatro homens e uma mulher foram vistos fugindo do local em dois carros, enquanto o helicóptero foi abandonado com luzes ligadas e pronto para decolagem. Já o piloto foi deixado na zona norte da capital gaúcha, a cerca de 80 quilômetros da área.

No final do domingo, a Polícia Civil do Estado divulgou imagens de câmeras de segurança do homem que pilotou o helicóptero no lugar do funcionário da empresa. Ele havia apresentado documentos falsos para contratar o voo. O telefone 0800-510-2828 foi disponibilizado para denúncias anônimas sobre o grupo. Nenhum suspeito foi identificado até o momento. 

Mande sua notícia - Quais problemas você enfrenta no trânsito e no caminho para o trabalho? O metrô parou? Viu uma manifestação na cidade? Presenciou um acidente ou algo inusitado? Fotografou ou filmou um fato e quer compartilhar? Os usuários de WhatsApp podem agora usar o aplicativo para colaborar com o Estado. Envie vídeos, fotos ou apenas o seu relato ou ideia de pauta pelo número (11) 9-7069-8639. Suas sugestões serão apuradas por um repórter e podem ajudar as pessoas. Participe.

Mais conteúdo sobre:
Rio Grande do Sul Canela Serra Triunfo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.