Polícia proíbe fotos de PMs suspeitos de mortes no morro

O comandante do Grupamento de Policiamente em Áreas Especiais da favela Pavão-Pavãozinho, Marco Aurélio dos Santos, ameaçou tomar as máquinas de fotógrafos que estão no morro, que fica entre os bairros de Copacabana e Ipanema, na zona sul. Ele proibiu que se registrassem as imagens de oito policiais presos porque foram encontradas em seus armários particulares, no quartel, toucas ninjas e roupas pretas fora do padrão da Polícia Militar.Os PMs participaram da operação, na quarta-feira da semana passada, em que três moradores do morro foram mortos. Os policiais foram à favela para fazer a reconstituição do episódio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.