Polícia promete esclarecer morte de empresário em MT

A Secretaria de Segurança Pública do Mato Grosso promete esclarecer a morte do empresário Sávio Brandão, de 40 anos, o mais rápido possível. Já foram presas três pessoas - o estudante de direito Ewerson Davi de Oliveira Robaldo e os policiais militares Célio Alves de Souza e Hércules Araújo Coutinho -, suspeitos de participar de uma quadrilha acusada de cometer crimes de ?pistolagem? no Estado.Sávio Brandão, dono do jornal Folha do Estado, foi morto com seis tiros na última segunda-feira. Cerca de 100 policiais civis, militares e quatro delegados estão envolvidos na investigações que tentam desarticular uma quadrilha que já fez 12 vítimas só neste ano. ?A sociedade não aceita mais esses crimes a que temos assistido?, disse o governador Rogério Salles (PSDB).Em depoimentos à polícia, os três acusados presos nesta quarta-feira negam participação nos crimes de ?pistolagem?. Segundo a polícia, eles foram acusados de integrar uma quadrilha que matou este ano o vereador Valdir Pereira, o radialista Rivelino Jacques Rivas Brunini e o sargento da Polícia Militar José Jesus de Freitas. Para a polícia, os crimes têm conexão. No entanto, ainda não se sabe quem seriam os mandantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.