Polícia rastreia celulares e prende seqüestradores

Policiais civis de Campinas, no interior de São Paulo, prenderam ontem dois homens acusados de seqüestrar Everton Cristofolette, que foi libertado no último dia 30 de maio depois que sua família pagou um resgate de US$ 105 mil. A polícia conseguiu prender Célio Marcelo da Silva e Edinardo Silva Costa em um posto de gasolina na via Anhangüera, depois de rastrear os seus telefones celulares.Everton Cristofolette é filho de um comerciante de Campinas e ficou em poder dos seqüestradores por 36 dias. Após a prisão de Célio e Edinardo, já reconhecidos pela vítima, a polícia conseguiu localizar o cativeiro e na residência de um deles foi encontrado R$ 30 mil. Os dois foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Hortolândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.