Polícia realiza blitz para flagrar motoristas alcoolizados

Cinco pontos considerados estratégicos pelas polícias Civil e Militar foram escolhidos na noite de sexta-feira para realizarem uma operação cujo objetivo era flagrar motoristas dirigindo alcoolizados, que envolveu cerca de 240 policiais, em 103 veículos. As blitz, que tiveram início às 23 horas, foram montadas nas esquinas da avenida República do Líbano, com a Rua Diogo Jácome, zona sul, na avenida Sumaré com a Rua Henrique Schaumann, zona oeste, na avenida Juscelino Kubitschek com a Praça José Martins, também zona sul, na avenida Ataliba Leonel com a rua Jovita, zona norte, e na Rua Serra de Bragança, no Tatuapé, zona leste. Por cerca de quatro horas os policiais pararam veículos e submeteram motoristas a exames como o teste de bafômetro. A polícia prometeu um balanço oficial da operação por volta das 10 horas deste sábado, mas segundo um relatório parcial, apenas um empresário foi abordado na região da avenida República do Líbano, estava realmente alcoolizado muito acima do tolerável. Resistiu a se submeter ao teste e depois passou a debochar dos agentes. Foi conduzido à delegacia de campo Belo, o 27ºDP. Segundo a PM, porém, nem mesmo um boletim de ocorrência foi lavrado. A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública afirma que o secretário Ronaldo Augusto Marzagão, acompanhou pessoalmente as operações, com o apoio do delegado-chefe do Grupo de Operações Especiais (GOE), Luiz Antonio, e do Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Roberto Antonio Diniz.

Agencia Estado,

21 Abril 2007 | 06h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.