Polícia reconstitui morte de analista financeiro

A polícia de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, fará a reconstituição da morte do analista financeiro Carlos Alberto de Souza Araújo, ocorrida no dia 23 de fevereiro, namanhã desta quinta-feira.Segundo o delegado Samuel Zanferdini, do Setor de Homicídios da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o trabalho poderá demorar cerca de trêshoras ou mais, pois os peritos vão trabalhar no escritório do usineiro Alexandre Titoto, em Ribeirão Preto, onde teria iniciado uma briga, e no local onde foi sepultado o corpo de Araújo, numa fazenda de Serrana.Zanferdini disse que Titoto, se não mudar de idéia, deverá participar da reconstituição,assim como o lavador de carros Adelir da Silva Motta, preso na última terça-feira e que confessou ser o único autor do homicídio. Ambos estão presos temporariamente no anexo do 1º DP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.