Polícia recupera R$ 520 mil do avião que caiu em Salvador

A polícia baiana recuperou nesta sexta-feira, 16, pouco mais de R$ 100 mil dos R$ 5,56 milhões que estavam dentro de um bimotor da Bahia Táxi Aéreo, que caiu na quarta-feira, 14, em uma fazenda do distrito de Maracangalha, no município de São Sebastião do Passé (BA), a 56 quilômetros de Salvador, matando os quatro tripulantes. Com isso, chega a pouco mais de R$ 520 mil o total recuperado.Segundo a delegada Maria da Salete Campos Amaral, ninguém foi preso por tentar roubar o dinheiro. "Ouvimos 18 pessoas, entre suspeitos e saqueadores confessos até quinta à noite", conta. "Agora, seguimos com as diligências para tentar localizar o máximo de valores que pudermos."Cresceu, entre os policiais que rastreiam o destino do dinheiro furtado do avião, a desconfiança de que integrantes de um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) em uma fazenda vizinha à qual caiu a aeronave tenham ficado com a maior parte do dinheiro. O número de pessoas na comunidade caiu pela metade entre quarta-feira, quando ocorreu o acidente, e ontem. Os barracos no local, que eram cerca de 80, agora não passam de 40."Ouvimos o testemunho de integrantes do acampamento que relataram a fuga de colegas, em caminhões, com partes significativas do dinheiro", conta Salete. O coordenador do acampamento, Aquiles Jesus Santos Siquara, dá outra versão para o esvaziamento da comunidade. "Eles foram embora porque estavam sendo agredidos gratuitamente pelos policiais que vieram atrás do dinheiro", justifica.De acordo com funcionários da Nordeste Segurança e Transporte de Valores, que foi contratada por instituições financeiras para fazer o transporte dos 12 malotes onde estava o dinheiro, não há como rastrear as cédulas, que eram usadas e não tinham os números de série controlados. Segundo eles - que não quiseram se identificar -, a quantia estava no seguro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.