Polícia registra 7 assassinatos durante a noite em SP

Das 18h às 23h desta quarta-feira, pelo menos sete pessoas foram assassinadas somente na capital paulista segundo a Polícia Civil. Em todos os casos, trabalha-se com a hipótese de acerto de contas entre bandidos ou crimes encomendados. Até o momento nenhum dos autores dos crimes foi localizado pela polícia.Por volta das 18h, na Alameda Rodrigo de Brum, em Ermelino Matarazzo, zona leste, o adolescente José Círcero de Lima, de 16 anos, foi baleado por desconhecidos. Policiais militares, acionados por uma testemunha, que não quis se identificar, encaminharam o rapaz ao Hospital Alípio Corre Neto, onde Lima morreu. O caso foi registrado no 62º Distrito Policial, do Jardim Popular.Também na zona leste, mas no bairro de São Miguel Paulista, a equipe D do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) tenta esclarecer a morte de Mário Fernando Rebelo Filho, de 17 anos. O adolescente foi encontrado com o corpo ensangüentado no interior de uma casa abandonada, na Rua José de Aguiar. O caso foi registrado no 22º Distrito Policial pelo delegado Nilton Chieragatto. Não se sabe ainda o que teria provocado os ferimentos na vítima, se arma de fogo ou alguma arma branca.O pedreiro Adeilton Fonseca Queiroz, de 35 anos, foi baleado, por volta das 20h desta quarta-feira, na Rua José Frank, em frente a um bar, por dois rapazes numa moto. Adeilton foi levado ao Pronto-Socorro do bairro da Pedreira, onde morreu. Ele era casado e não tinha passagens pela polícia. Seu irmão, Edson Fonseca, esteve no 98º Distrito Policial para registrar a ocorrência.A comerciante Nair Conceição Martins, de 49 anos, foi assassinada a tiros em frente ao bar da qual era proprietária, na Rua São José, no Jardim Prainha, região da Guarapiranga, zona sul da capital paulista, por volta das 22h. A irmã da vítima, que mora nos fundos do estabelecimento, disse à polícia que viu dois homens fugindo a pé logo após ouvir os disparos e sair à rua. Nair foi levada ainda com vida para o Pronto-Socorro do Grajaú, onde não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado no 101º Distrito Policial, do Jardim das Embuias.Por volta das 20h30, na Rua Paulo Araújo Novaes, no Parque América, também na região da represa Guarapiranga, a dona de casa Wanda Aparecida Reis, de 36 anos, foi baleada por dois homens que ocupavam uma moto e passaram atirando. O marido de Wanda está preso; ela não tinha passagens pela polícia e, segundo familiares, o filho dela foi assassinado no fim do ano passado. Wanda também foi levada ao Pronto-Socorro do Grajaú, mas acabou morrendo. Esse homicídio também foi levado aos cuidados do delegado do 101º Distrito Policial. Outros dois assassinatos, segundo a polícia, foram registrados nas regiões de Teotônio Vilela, zona leste, e Cidade Dutra, zona sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.