Polícia resgata menina seqüestrada em Alagoas

O delegado José Laurentino, titular da Delegacia Anti-Seqüestro da Polícia Civil, confirmou que a menina Maria Luiza Nogueira, a Malú, de 2 anos e dez meses, foi resgatada no final da tarde desta terça-feira, 10, na cidade de Japaratinga, Litoral Norte de Alagoas, a 118 quilômetros de Maceió.A família de Malú recebeu com alívio a informação da polícia, dando conta de que a garota está bem e a caminho de casa. A informação foi confirmada por uma tia da garota. Segundo ela, a garota seria levada para o Hospital da Unimed, onde passaria por exames médicos. Malú foi encontrada pelos policiais do Tático Grupamento Integrado de Resgate (Tigre), com o apoio de agentes da Polícia Federal. No entanto, o superintendente da PF em Alagoas, Rogério Cota, disse que não falará nada com a imprensa até que o caso seja totalmente esclarecido. O casoA garota foi seqüestrada no início da noite do domingo, 1º de outubro, durante uma tentativa frustrada de assalto a um mercadinho, no Eustáquio Gomes, periferia de Maceió. Na ação, o pai de Malú, Murilo Sérgio Jucá Nogueira, que é policial, tentou evitar o assalto e a menina foi levada pelos assaltantes, que a utilizaram como escudo humano para evitar a troca de tiros.O seqüestro da menina ganhou repercussão nacional e comoveu os alagoanos, mobilizando a sociedade numa corrente positiva para que os seqüestradores devolvessem Maria Luiza Nogueira com vida.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2006 | 21h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.