Polícia Rodoviária apreende fuzis que iriam para morros no Rio

Fiscalização no Mato Grosso do Sul prendeu três homens, que se apresentaram como pastores da Igreja Mundial

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

11 de março de 2010 | 08h21

 

 

SÃO PAULO - Sete fuzis foram apreendidos na tarde desta quarta-feira, 10, em Miranda, no Mato Grosso do Sul, durante fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 

O veículo Vectra foi abordado na Rodovia BR-262, na localidade chamada de Guaicurus, e era ocupado por duas pessoas que se identificaram como pastores da Igreja Mundial, sendo o condutor S. B. F. N., de 42 anos, e o acompanhante F. F. M., de 31 anos.

 

Na abordagem eles disseram aos Policiais Rodoviários que tinham ido até Corumbá, no Mato Grosso do Sul (que faz fronteira com a Bolívia), para fazer uma pregação aos fiéis, porém ambos estavam visivelmente nervosos e apresentaram contradições sobre informações a respeito do que fizeram naquela cidade.

 

Ao ser realizada uma revista no veículo, os Policiais Rodoviários encontraram sete fuzis, de fabricação norte-americana, marca Bushmaster, Modelo M-15, Calibre 5,56, que estavam escondidos em compartimento de fundo falso nas portas e no assento traseiro do veículo. As armas estavam desmontadas para que pudessem ser acondicionadas e envolvidas por material adesivo plástico.

 

O condutor disse aos policiais que iria encontrar uma pessoa em Campo Grande e que depois viajariam para Niterói, no Rio, destino final das armas, que seriam entregues para traficantes de um morro na região.

 

Os policiais, então, foram até a capital e encontraram a pessoa apontada pelo condutor, F. J. S. F., de 36 anos, que também se identificou como sendo pastor da mesma Igreja. Os três homens foram presos.

 

As armas estavam desmontadas, escondidas em fundos falso dentro do veículo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.