Polícia Rodoviária impede seqüestro de empresário

Policias rodoviários federais impediram o seqüestro de um empresário, neste sábado, no momento em que ele estava sendo levado em seu próprio carro para o cativeiro. Os agentes pararam o veículo na Serra das Araras, em Piraí, no Sul Fluminense, numa ação de rotina. Desconfiaram da palidez de um dos ocupantes do carro e estranharam que o motorista não sabia abrir a mala do veículo, um Chevrolet Tracker. Ao revistar os ocupantes, encontraram uma pistola PT 380. Nesse momento, o empresário informou que estava sendo seqüestrado.O homem de 52 anos, que não teve o nome revelado, foi dominado por quatro homens na porta de casa, no município de Quatis. Teve o celular e R$ 400 roubados. Em seguida, os criminosos anunciaram o seqüestro. O empresário foi levado no próprio carro com dois homens, José Vieira Júnior e Lourival Silva de Oliveira. Outros dois seguiram atrás num Corsa de cor escura. Eles fugiram depois que o Tracker foi parado na blitz da Polícia Rodoviária Federal.Na 94.ª Delegacia de Polícia (Piraí), os presos contaram que acompanhavam desde quarta-feira a rotina do empresário, que já havia sofrido uma tentativa de seqüestro anterior. Mas negaram que o estivessem seqüestrando. "Eles alegaram que iam deixá-lo num ponto de ônibus. Infelizmente, não posso autuá-los pelo crime que se imagina que cometeriam. Eles estão presos por roubo qualificado", informou o delegado Pedro Medina.José Vieira Júnior contou que seu irmão, José Vieira Silva, também estava envolvido no crime e que a família vive em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A polícia seguiu para o endereço indicado e conseguiu prender o suspeito, no fim da manhã. Ele estava sendo levado para Piraí à tarde para que pudesse ser reconhecido pelo empresário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.