Polícia Rodoviária reforça fiscalização durante o carnaval

Operação terá reforço de 40% a mais de bafômetros durante cinco dias do feriado prolongado no País

Solange Spigliatti, estadao.com.br

19 Fevereiro 2009 | 14h28

A Polícia Rodoviária Federal vai reforçar a fiscalização nas estradas de todo o País neste feriado prolongado, a partir desta sexta-feira, 20. A Operação Carnaval, a primeira com tolerância zero a condutores embriagados, começa oito meses depois de o governo federal apertar o cerco aos motoristas adeptos da mistura álcool e direção, com a lei 11.705, de junho do ano passado.   Veja também: PM monta megafiscalização da lei seca em SP no carnaval   Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da folia Especial: conheça os sambódromos e a ordem dos desfiles Os limites da Lei Seca   A PRF terá o reforço de 40% a mais de bafômetros, após a compra de mais 200 etilômetros feita pelo Ministério da Justiça com verba do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci).   A operação terá início à meia-noite de sexta e irá terminar à meia-noite da quarta-feira de Cinzas, 25. A montagem vai contar com todo o efetivo de 9,6 mil agentes da PRF, que se revezarão na fiscalização dos 62 mil quilômetros de rodovias federais. O contingente será apoiado por duas mil viaturas de policiamento e resgate, além de seis helicópteros.   Durante a Operação Carnaval de 2008, a Polícia Rodoviária contabilizou 2.396 acidentes, 128 mortes e 1.472 feridos. Segundo a PRF, desde que a lei entrou em vigor no ano passado, até esta terça-feira, 17, os 500 etilômetros que a PRF mantêm em operação foram responsáveis pela autuação de 7.013 motoristas, dos quais 4.435 (63%) acabaram presos.   Nos próximos seis dias, a PRF vai reforçar a presença nos corredores viários com tendência a congestionamentos e retenções, melhorando a fluidez do tráfego e a segurança nestes locais. Já nos trechos propensos à velocidade, como retas e vias de pista dupla, os 500 radares da PRF estarão de prontidão para conter a sanha dos mais apressados.

Mais conteúdo sobre:
Carnaval 2009 feriado lei seca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.