Polícia se preparou para o pior

A polícia esperava o pior. Ladrões que estivessem armados não apenas com fuzis e submetralhadoras, mas também com metralhadoras de guerra calibres .30 e .50., que normalmente são montadas em tripés para disparar.As informações reunidas pela Polícia Militar mostravam que os bandidos iam trazer essas armas para roubar o avião pagador. Uma metralhadora .50, por exemplo, pode derrubar um avião e só não atravessa blindagem de tanque de guerra.Para enfrentá-los, a polícia reuniu cem homens, que estavam armados com fuzis AR-15, FAL-FN, Sniper, submetralhadoras Beretta, espingardas calibre 12, carabinas, pistolas calibre 40 e revólveres calibre 38.Dos quase 100 policiais mobilizados na operação, 40 ou 50 abriram fogo contra os assaltantes. Para a sorte dos policiais, as meltralhadoras .30 e .50 não estavam com o bando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.