Polícia suíça diz que brasileira confessou ter esfaqueado espanhol

Vítima de 41 anos não resistiu e morreu após ser atacada na cidade de Obernburg; suspeita de 26 está presa e aguarda julgamento

Jamil Chade, Correspondente de O Estado de S. Paulo

22 Maio 2015 | 14h29

GENEBRA - Uma brasileira de 26 anos é acusada de ter assassinado a facadas um espanhol de 41 anos na cidade de Obernburg, na região de Emmental, na Suíça. Nesta sexta-feira, 22, a polícia do Cantão de Berna anunciou a prisão da brasileira e indicou que ela não tentou negar os fatos e chegou a confessar o crime. O nome da suspeita não foi revelado. 

O crime aconteceu na semana passada e chocou a pequena cidade nos Alpes, conhecida por seu queijo. Um espanhol não sobreviveu às facadas, ainda que os motivos do homicídio não tenham sido esclarecidos. O corpo foi identificado no dia 13. 

Já na terça-feira, 19, uma pessoa foi presa, sob suspeita de ser a autora do crime no apartamento da vítima e depois de uma "violenta briga". Mas foi só nesta sexta-feira que o Ministério Público suíço identificou a suspeita como sendo uma brasileira. 

Segundo a investigação, "vários elementos" indicam para o envolvimento da brasileira na morte de Octavio E. Os suíços não revelaram o sobrenome da vítima, mas indicaram que ele já vivia no país há "vários anos". Nenhum detalhe, porém, foi prestado.

Entretanto, a polícia confirmou ao Estado que a mulher de 26 anos vai ficar em prisão preventiva até que seja julgada. 

A investigação apontou que a vítima e a suspeita mantinham uma relação de proximidade. Os dois estavam sozinhos no apartamento quando o homem foi esfaqueado. 

A brasileira vivia na região, mas o Ministério Público admite que até agora não conseguiu identificar os motivos pelos quais o crime foi feito.

A polícia informou que objetos da casa do espanhol foram coletados e que a investigação continua. A única certeza, porém, é de que a morte foi causada por "múltiplas feridas" causadas pelas facadas da suspeita. 

Mais conteúdo sobre:
Violência Brasil Espanha Suíça Obernburg

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.