Polícia vai a praça de pedágio; reajuste é adiado

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), determinou que a Polícia Militar ocupasse, à meia-noite, a praça de pedágio da Ecovia Caminhos do Mar, na BR-277, em direção ao litoral paranaense. Estava previsto um reajuste na tarifa de pedágio, o que acabou não acontecendo. Requião considera que o aumento não ocorreu, em razão da ação do governo. Mas a empresa afirma que adiou o reajuste em 24 horas para dar mais publicidade. A empresa alega que tem uma liminar da Justiça Federal, garantindo o reajuste que, pelo contrato, deveria entrar em vigor hoje (1º). Já o governo diz que não há liminar, pois o juiz substituto da 9ª Vara Federal de Curitiba, Paulo Cristóvão de Araújo Silva Filho, decidiu apenas remeter o pedido de liminar à subseção de Paranavaí, onde há seis ações civis públicas sobre o mesmo assunto. A Tropa de Choque ficou por volta de duas horas na praça de pedágio, retornando ao quartel, mas continua de prontidão em razão da possibilidade de as concessionárias tentarem reajustar os valores amanhã. Requião disse que somente permitirá isso, se houver liminar da Justiça, no que ele não acredita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.