Polícia vasculha reduto do maníaco do parque

A equipe especial da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e policiais da seccional de Diadema, do Canil da PM e do Comando de Operações Especial (COE) reiniciaram hoje a varredura no Parque do Estado, na divisa de Diadema, à procura de um corpo de mulher. Nas buscas realizadas ontem, 30% do parque foi rastreado e a expectativa é que o trabalho termine até amanhã. As buscas começaram após denúncia feita ao delegado seccional de Diadema, Reinaldo Corrêa, por M.L., de 33 anos. Ela contou que foi raptada pelo ex-namorado, no dia 11 deste mês, levada ao Parque do Estado e amarrada ao lado de um cadáver de mulher. Até o momento o corpo não foi localizado, mas a polícia acredita que a história seja verídica. O chefe da diligência é o delegado assistente Mitiaki Yamamoto. O Parque do Estado ficou famoso por ser o reduto do motoboy Francisco de Assis Pereira, mais conhecido como maníaco do parque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.