Policiais acusados de roubo de carga prestam depoimento

Os dois delegados da Polícia Federal, José Bocamino e Wilson Alfredo Perpétuo, o agente Luiz Cláudio Santana, e mais quatro acusados de integrarem uma quadrilha acusada de roubar cargas e adulterarcombustíveis, presos no último dia 23 pela Operação Lince, da Polícia Federal, prestam depoimento amanhã, a partir das 9h, na 4ª Vara da Justiça Federal, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.Também devem ser ouvidos amanhã o advogado Fauzi José Saab Júnior, os assaltantes Mário Amaral Fogaça, Jair Dias deMorais e Roberto Lopes Álvares. Segundo a assessoria de imprensa do MPF, a intenção é ouvir amanhã os sete acusados que estão presos. Os dois delegados e o agente estão na carceragem da PF em Brasília. O inquérito corre em segredo de justiça.Hoje, o Ministério Público Federal (MPF) ofereceu três novas denúncias contra os acusados. Na semana passada, outras17 denúncias haviam sido apresentadas. De acordo com o MPF, uma mesma denúncia pode envolver vários personagens, porquea investigação envolve uma seqüência de crimes, denominada de "contexto criminoso". As denúncias não foram detalhadasdevido ao sigilo do inquérito e para não atrapalhar as investigações, que pode atingir outros acusados.A Operação Lince envolveu cerca de 150 policiais federais e chegou a prender também um empresário e uma administradora deempresas, que já foram liberados após o pagamento de fiança. Os policiais que estão presos tiveram a prisão preventivadecretada na última sexta-feira, depois de dez dias de prisão temporária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.