Policiais brigam em frente a restaurante que explodiu no Rio e são detidos

Um dos agentes invadiu área isolada no centro; ambos serão indiciados após agressões

Priscila Trindade, estadão.com.br

17 Outubro 2011 | 16h21

SÃO PAULO - Dois policiais, um civil e outro militar, serão indiciados por se envolveram em uma briga na manhã desta segunda-feira, 17, em frente à área interditada do Restaurante Filé Carioca, na Praça Tiradentes, no centro do Rio.

A confusão teria acontecido porque um dos agentes passou em frente ao restaurante, isolado após uma explosão provocada pelo vazamento de gás na última quinta-feira, 13. Três pessoas morreram na ocasião.

A discussão entre os policiais terminou em agressão e os dois foram levados para a 5ª DP (Mem de Sá). Eles foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizaram exame de corpo de delito e ficaram constatadas as lesões corporais. O militar foi autuado por abuso, lesão corporal e injúria, enquanto o civil irá responder por lesão corporal, desacato e desobediência.

O 5º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro (Praça da Harmonia) informou que abriu sindicância para apurar os excessos do policial envolvido e que o comandante do Batalhão, coronel Amaury Simões, retirou o soldado do serviço na área do restaurante. A Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol) vai abrir sindicância para apurar a conduta do policial civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.