Policiais civis do PR podem entrar em greve no sábado

Categoria reivindica melhor oferta na proposta de aumento de salário

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

16 Fevereiro 2012 | 08h43

SÃO PAULO - Os Policiais Civis do Paraná podem entrar em greve no próximo sábado de carnaval caso o governo não melhore a oferta na proposta de aumento salarial. A informação é do presidente do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol), André Luís Gutierrez.

A decisão foi tomada na noite de ontem, durante assembleia na qual a categoria rejeitou a nova tabela de salários apresentada pelo governo. De acordo com Gutierrez, os policiais decidiram iniciar a operação padrão a partir de hoje, e uma paralisação total após 48 horas. "O governo será notificado da decisão hoje", disse o presidente.

Na operação padrão, será mantido o efetivo de 30% e não serão elaborados boletins de ocorrência nem sequer investigações. "Vamos manter 100% de atendimento apenas nos casos relacionados contra crimes contra a vida", explicou.

A proposta do governo prevê aumento salarial que chega a 23,5% para o salário de ingresso dos policiais militares e 26% na remuneração inicial para policiais civis. Para peritos da criminalística, a variação será de 8% a 15%, enquanto auxiliares de perícia terão aumento entre 28% e 31%.

Quem já recebe um valor maior que o subsídio terá a irredutibilidade salarial garantida por parcela diferenciada, que será corrigida normalmente pelos índices de reajuste na data-base do funcionalismo público estadual. Além disso, há vários escalonamentos previstos até 2014.

Mais conteúdo sobre:
políciagreveParaná

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.