Assessoria de Imprensa da UFRJ
Assessoria de Imprensa da UFRJ

Policiais cumprem mandados de prisão contra quadrilha que roubava bancos no Rio

Investigação revelou que a organização criminosa possui duas células operando em atividades autônomas

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

13 Setembro 2018 | 09h16

RIO - Uma ação coordenada pelo o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) com a Polícia Federal (PF) e a Polícia Civil de Paraty e Angra dos Reis (RJ) resultou na deflagração na manhã desta quinta-feira, 13, da segunda fase da "Operação Dillinger - Fase Crepitus", com o cumprimento de 10 mandados judiciais de prisão preventiva. 

As medidas cautelares foram decretadas em peça acusatória apresentada pelo MPF à 1ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro.

A investigação revelou que a organização criminosa possui duas células operando em atividades autônomas, sendo a primeira dedicada à prática de roubos a caixas eletrônicos e a segunda sob forma de associação ao tráfico de entorpecentes e delitos correlatos, além de responsável pela segurança, esconderijo e encobertamento da prática delitiva, com intercessão com o "Comando Vermelho" e com o Primeiro Comando da Capital (PCC).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.