Policiais do ES negociam com governo e voltam ao trabalho

Os policiais civis do Espírito Santo suspenderam hoje, ao meio-dia, a greve da categoria, iniciada à meia-noite de terça-feira. A suspensão foi resultado de entendimento com o secretário de Estado de Governo, Danilo Duarte, que pediu prazo até a terça-feira para apresentar uma proposta oficial ao Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol).As principais reivindicações dos grevistas são reajuste salarial de 38%, mesmo índice concedido à Polícia Militar no fim do ano passado, e melhores condições de trabalho. Ainda em estado de greve, os policiais retornaram às suas funções. Na quarta-feira, às 15 horas, uma assembléia geral da categoria avaliará a posição do governo, podendo decidir pelo fim da greve ou pelo reinício da paralisação. Em reunião no Palácio Anchieta, sede do governo, que começou às 18 horas de quinta-feira e durou quatro horas, Duarte, acompanhado pelo secretário-chefe da Casa Civil, Lézio Sathler, pediu um "voto de confiança" aos grevistas e seu retorno ao trabalho.Os sindicalistas reivindicam também o fim de ações judiciais movidas pelo governo contra o movimento, como a que proibiu a paralisação e os condenou à multa de R$ 10 mil por dia de descumprimento à lei. Apesar de não terem sido oficialmente cobrados, os sindicalistas calculam que a multa já esteja em R$ 40 mil. Se for obrigado a pagá-la, o Sindipol recolherá o valor entre seus associados.A decisão de suspender temporariamente a greve foi tomada em assembléia geral no pátio da Delegacia geral de Polícia, em Maruípe, realizada na manhã de hoje. Todas as delegacias e serviços prestados pela Polícia Civil voltaram a funcionar. Na quinta, houve uma radicalização do movimento e os grevistas suspenderam até mesmo serviços essenciais, como recolhimento de corpos e perícia criminal, depois da notícia de que o governo estaria passando listas de presença para punir os faltosos. Os sindicalistas pedem que o ponto dos grevistas não seja cortado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.