Policiais e traficantes trocam tiros em três favelas cariocas

A zona sul do Rio de Janeiro viveu um dia tenso nesta terça-feira, 21, com tiroteios entre traficantes e policiais militares nas favelas do Vidigal, Cantagalo e Pavão-Pavãozinho. Nesta última, o PM Marcelo Gomes foi baleado na coxa. O policiamento foi reforçado nas áreas em conflito. Moradores em pânico ficaram impedidos de chegar as suas casas.O Batalhão de Operações Especiais (Bope) também foi acionado e prendeu um homem identificado como Isaac Neves, de 22 anos, em uma área do Pavão-Pavãozinho conhecida como Vietnã. Com ele foi apreendida uma pistola 9 milímetros.Cantagalo e Pavão-Pavãozinho são favelas vizinhas, localizadas entre Copacabana e Ipanema. O tiroteio começou na noite de segunda-feira, 20. De acordo com a polícia, traficantes lançaram granadas contra um posto da PM na Rua Barão da Torre, via de acesso ao Cantagalo pelo bairro de Ipanema, que foi interditada. Durante operação no Pavão-Pavãozinho na manhã deste terça, o policial militar Marcelo Gomes, do Grupamento de Policiamento em Áreas Especiais (Gpae), levou um tiro. Ele foi socorrido por um carro do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur) e levado para o hospital Copa D´Or. Depois de passar por exames, foi transferido para o hospital da PM, no Estácio, centro. No Vidigal, em São Conrado, também houve um intenso tiroteio esta madrugada. Policiais do 23.º Batalhão reforçaram a segurança no local e disseram que, na verdade, os tiros foram disparados por traficantes que testavam armas. Eles descartaram a hipótese de invasão da favela por uma quadrilha rival.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.