Policiais encontram linhas telefônicas em celas de presídio

Duas linhas telefônicas convencionais instaladas dentro de duas celas do Pavilhão D do Presídio Aníbal Bruno, no Recife, foram encontradas hoje pela manhã durante uma inspeção surpresa realizada no local pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar. O comandante da operação, major Luiz Meira, disse que as linhas foram testadas pelos policiais militares que participaram da ação e faziam ligações para fora da penitenciária.Segundo o superintendente do Sistema Penitenciário de Pernambuco (Susipe), coronel Geraldo Severiano, as linhas foram instaladas pela própria direção do presídio para realizar ligações internas, servindo para os detentos se comunicarem com a enfermaria ou com a segurança no caso de algum problema durante a noite. O diretor do Aníbal Bruno, major Evandro Avelar, mostrou surpresa com o funcionamento das linhas para uso externo. Severiano informou que vai investigar o caso, assim como a Telemar, companhia de telefonia fixa de Pernambuco.Na inspeção, realizada por 120 homens das 5h30 às 9h, também foram encontrados aparelhos celulares, facões, dois machados, uma câmera de vídeo e uma pequena quantidade de maconha. Todos os 10 pavilhões do presídio e os 3.224 detentos foram revistados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.