Policiais ferroviários protestam contra Lula em Recife

Pouco mais de 30 policiais ferroviários protagonizaram na manhã deste domingo, no Recife, o único protesto enfrentado pelo presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na sua passagem pelo Estado no fim de semana. Três faixas repetindo a afirmação "A Polícia Ferroviária Federal pede socorro" ilustravam a manifestação, defronte do hotel onde o presidente se hospedou, na praia de Boa Viagem."Somos pouco mais de 1.300 policiais ferroviários, número insuficiente para fiscalizar toda a malha ferroviária", afirmou o presidente da associação da classe em Pernambuco, Augusto Lima. A principal reivindicação dos policiais ferroviários é passar para a alçada do Ministério da Justiça. A classe está ligada ao Ministério dos Transportes. "É natural que a polícia esteja vinculada à Justiça", disse Lima, ao lembrar que neste ministério haveria ainda maior possibilidade de concurso público.Uma carta com as reivindicações dos policiais ferroviários foi entregue por Lima ao presidente, quando este deixou o hotel para seguir para Olinda, onde participou de uma plenária com políticos, empresários e intelectuais que apóiam sua candidatura à reeleição. Ao lado dos manifestantes, populares aplaudiram o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.