Policiais libertam criança seqüestrada em SP

Policiais da Rota e do 3º Batalhão da Polícia Militar libertaram um menino de oito anos seqüestrado esta manhã, na zona sul da capital. A criança e a mãe foram raptados quando saíam de casa em seu Polo Classic, por volta das 7h30 da manhã. Eles foram obrigados por dois homens e uma mulher a entrar em um Gol branco. A mãe foi liberada, mas a criança continuou mantida como refém pelos seqüestradores, que disseram à mãe que fariam um contato mais tarde, avisando o valor do resgate.Cerca de quinze minutos depois, os bandidos foram vistos obrigando o menino a entrar, aos prantos, em uma casa no Jardim Capela, zona sul da capital. A testemunha, que achou a atitude estranha, acionou a polícia. Ao chegar ao local informado, os policiais foram recebidos a tiros por um homem, que correu para os fundos da residência. Os policiais invadiram o cativeiro e libertaram a criança, mas os seqüestradores tentaram fugir.Na fuga, os bandidos trocaram tiros com policiais da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), que prestaram apoio à ocorrência. Um seqüestrador foi baleado e morreu enquanto era atendido no Pronto-Socorro do Jabaquara. Outras quatro pessoas foram detidas na região - três homens e uma mulher -, mas a polícia aguarda o reconhecimento da mãe para saber se eles realmente fazem parte da quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.