Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

PMs à paisana se apresentam na Capitania dos Portos no ES

A medida visa evitar punição por desobediência, mas não tem efeito prático já que, sem farda, os PMs não podem fazer patrulhamento

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

12 Fevereiro 2017 | 15h06

VITÓRIA - Policiais Militares estão se apresentando na tarde deste domingo, 12, na Capitania dos Portos, em Vitória, atendendo à chamada operacional do comando do policiamento. Todos estão à paisana. A medida visa evitar punição por desobediência, mas não tem efeito prático uma vez que, sem farda, os policiais não podem efetuar patrulhamento.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, 875 policiais militares - que estariam fardados  - responderam ao chamamento pela manhã. Isso representa menos de 9% do efetivo total de policiais no Espírito Santo, de 10 mil homens. Ainda de acordo com a pasta, 250 se apresentaram na Grande Vitória. A reportagem do Estado não viu nenhum nas ruas até o início da tarde deste domingo.

Um policial à paisana que se preparava para se apresentar na Capitania dos Portos questionou a presença de homens fardados. Segundo ele, "todos são oficiais". As poucas viaturas que estão circulando também não seriam as mesmas utilizadas no patrulhamento ostensivo.

O chamamento na sede da Marinha está ocorrendo porque o ministro da Defesa, Raul Jungmann, autorizou no sábado o uso das instalações das Forças Armadas para uso dos policiais militares que desejam voltar ao trabalho.

Mais conteúdo sobre:
Espírito SantoPolícia Militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.