Policiais militares acusados de extorquir traficantes são presos no Rio

Agentes mantinham mulher de suspeito refém enquanto tentavam arrecadar R$ 20 mil para não matá-la

Tiago Rogero, Estadão.com.br

12 de maio de 2011 | 10h33

RIO - Uma quadrilha de policiais militares que agia em São Gonçalo e Niterói, na região metropolitana do Rio, foi desarticulada na quarta-feira pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP). Três policiais foram presos.

 

Segundo a SSP, agentes da Inteligência chegaram à quadrilha, que se autodenominava "Os Neuróticos", com a prisão do soldado Saulo Rodrigues do Nascimento, do 7º BPM (São Gonçalo). Ele mantinha a esposa de um traficante como refém, enquanto outros dois militares acompanhavam o criminoso que tentava arrecadar R$ 20 mil para não ser morto.

 

Depois de preso, Nascimento entregou os comparsas: os cabos Wellington Antunes dos Santos e Anderson Souza Matos, do 12º BPM (Niterói). Os dois foram detidos no próprio batalhão. Segundo a SSP, o traficante, ao que tudo indica, foi assassinado. O corpo, no entanto, não foi encontrado. Os militares presos foram levados para a 74ª DP (Alcântara).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.