Policiais podem ser expulsos

A Polícia Militar não havia apurado até ontem a motivação do assassinato do assaltante não identificado. O cadáver foi encontrado ontem perto da represa, no limite de Mairiporã com Franco da Rocha.Marcelo está na PM há 14 anos, Roberto há 5 anos e 6 meses e Eron há 2 anos e 6 meses. Segundo a Corregedoria, eles tinham ficha limpa.Os três PMs estão presos administrativamente. Na segunda-feira, a corregedoria deve pedir a prisão preventiva dos acusados à Justiça. Além disso, vai abrir um conselho de disciplina que pode expulsá-los da corporação. Eles estavam foram da área da jurisdição do 9.º Batalhão quando prometeram socorrer o ladrão ferido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.