Policiais protestam contra vagas para não-diplomados

Um grupo de policiais civis protestou hoje em Ipanema, zona sul do Rio, contra o fim da exigência de curso superior para o ingresso na corporação, proposta do governador Anthony Garotinho (PSB). Um burro, que puxava uma carroça, recebeu um cartaz com os dizeres "Nova Puliça". O ato terminou na 14.ª Delegacia Policial, com a apreensão de faixas e um registro de ocorrência. Os líderes do movimento negam ter batizado o animal com o nome do secretário estadual de Segurança, coronel Josias Quintal."Esses policiais são profisionais da baderna que sempre fazem manifestações em todos os governos e nunca fizeram nada pela instituição. Diploma de curso superior não é atestado de idoneidade. A polícia já está cheia de doutores", afirmou Quintal. O secretário argumentou que a exigência de curso superior impede a entrada de jovens que gostariam de trabalhar na polícia, mas não puderam cursar a universidade.A manifestação começou às 11h00 no Posto 9 da Praia de Ipanema, com a distribuição de panfletos à população. De acordo com um dos coordenadores do Núcleo de Defesa dos Policiais Civis, Cláudio Cruz, 200 manifestantes estiveram presentes, entre eles os deputados estaduais Chico Alencar (PT) e Paulo Ramos (PDT).Às 14h40 seis carros da polícia chegaram ao local para acabar com o ato. Os guardas apreenderam faixas e levaram Cruz e outro coordenador, Gemerson Dias, para prestar esclarecimentos na 14.ª Delegacia Policial. Estamos sendo bem tratados. Fizemos até um lanche com os colegas", disse Cruz.Ele negou que o burro tenha sofrido maus tratos. "Ele estava acompanhado por três tratadores e foi alimentado o tempo todo com espigas de milho". Ainda segundo Cruz, foi a primeira vez que os policiais conseguiram "colocar o burro na sombra". Ele define como uma "mácula" o que chama de processo de desqualificação da polícia do Estado. Perguntado sobre o destino do animal, Cruz foi irônico: "O burro fugiu".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.