Policiais são acusados de matar menor

Dois policiais militares do Grupo de Operações Especiais de Mato Grosso estão sendo acusados de matar o menor Nilson Pedro da Silva, de 15 anos.O crime ocorreu nesta sexta-feira de madrugada, na Vila Jardim, periferia de Rondonópolis, distante 210 quilômetros de Cuiabá.O menor, que estava desarmado, foi atingido com dois tiros - um na cabeça e outro no abdome. A outra vítima, Ronilson Oliveira Ferreira, 19 anos, foi atingido com um tiro na perna e conseguiu fugir.O crime foi registrado pela equipe da TV Cidade, afiliada da Rede Record. Os disparos que atingiram os dois rapazes, segundo as imagens de TV, foram efetuados pelo soldado identificado até o momento como sendo Macedo César Filho.O tenente Denis Coutinho também participou da operação e teve apenas o braço esquerdo machucado. No Boletim de Ocorrência registrado pelos próprios PMs eles aparecem como vítimas do crime. E os menores como agressores. Conforme as imagens da TV, ao fazer a abordagem, os menores, que não tinham passagem pela polícia, tentaram fugir. Ronilson disse que tanto ele como seu colega morto estavam sem documentos e não portavam nenhum tipo de arma."Quando vimos a polícia, corremos para o quintal da casa da tia de Nilson", disse Ronilson a policias civis de Rondonópolis. De acordo com as imagens, mesmo tendo sido atingido com o primeiro tiro, Nilson ainda foi arrastado para o quintal da casa, quando recebeu o segundo disparo na cabeça. O crime revoltou a população da cidade. A família do menor vai processar o Estado. O comandante do 5º Batalhão da PM, Jorge Tafarino, não foi localizado. Ele está viajando e só retorna ao trabalho na próxima semana. O secretário de Segurança Pública de Mato Grosso Benedito Corbelino, não foi localizado para falar sobre o assunto. A Corregedoria da Polícia Militar deve abrir inquérito para apurar o crime. No entanto, os dois policiais ainda não foram afastados de suas funções. Eles preferem não falar com a imprensa.Os dois PMs teriam ido ao local onde ocorreu o crime porque receberam uma queixa de roubo de moto. A equipe de TV registrou as imagens quando fazia uma matéria sobre assalto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.