Policiais sofrem intoxicação alimentar em Caraguatatuba

Um grupo de 16 policiais militares que fazem a segurança no Litoral Norte de São Paulo passou mal na manhã deste domingo e teve que ser socorrido na Santa Casa de Caraguatatuba. A principal suspeita, devido aos sintomas apresentados pelos policiais, é que eles tenham sofrido uma intoxicação alimentar. Segundo o comandante do policiamento, capitão Valter Padulla, os policiais sentiram náuseas, diarréia e fortes dores abdominais.Eles foram medicados e não houve necessidade de internação em nenhum caso. O comandante informou que ainda não é possível detectar se o problema está relacionado com a alimentação servida no jantar de sábado. "Não podemos afirmar porque foram 200 refeições servidas para todo policiamento e apenas 16 passaram mal". No jantar foi servido purê e carne de panela. A comida é patrocinada pela Prefeitura de Caraguatatuba e feita por merendeiras, no Batalhão do Corpo de Bombeiros.Dos 16 policiais que passaram mal, apenas um estava em serviço. Todos fizeram repouso e a segurança, de uma forma geral não foi afetada. "Apenas uma policial teve que ficar fora do serviço hoje". Para evitar novos problemas o Batalhão determinou que o grupo se alimente em um restaurante particular. A Vigilância Epidemiológica está analisando os sintomas e deve divulgar as causas da possível intoxicação alimentar no início da semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.