AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Policiais vão enviar carta aberta a Alckmin

Às 23 horas desta quinta-feira foi encerrada a assembléia geral da Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo.Os cerca de 150 associados presentes decidiram por unanimidade permanecerem em vigília. "Estaremos de prontidão para qualquer convocação extraordinária", disse o coronel da reserva, Pedro Rezende de Oliveira Mello, diretor de assuntos institucionais da associação.Os policiais aprovaram ainda o envio de uma carta aberta ao governador do Estado, Geraldo Alckmin, para que ele se sensibilize e "ponha fim ao silêncio de quase dois meses" e abra negociações com os policiais.Na tarde desta quinta, a comissão formada por 10 policiais representantes de 41 entidades das Policiais Civil e Militar, esteve na Assembléia Legislativa pedindo apoio aos parlamentares.Depois dos representantes dos policiais conversarem com os deputados, entre eles Coronel Ferrarini, cabo Wilson e Rosmarie Correa, o secretário-chefe da Casa Civil, João Caramez, marcou para a próxima semana um encontro com a comissão para discutir as reivindicações dos policiais.Nesta sexta-feira, a comissão se reunirá às 10h30 na Associação dos Oficiais da Reserva, na Rua Tabatinguera, 268, centro, para avaliar a posição e as novas ações a serem realizadas.

Agencia Estado,

28 de junho de 2001 | 23h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.