Policial armado ameaça vizinhos na Bahia

Depois do episódio envolvendo o policial civil Silvino Araújo Neto que, à semelhança do personagem do filme "Exterminador do Futuro", destruiu a tiros uma delegacia da capital baiana, a cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Estado está às voltas com outro caso de "policial valentão": irritado com a reclamação de moradores do Bairro Fazenda Grande I, o soldado da polícia militar Alfredo de Oliveira da Silva invadiu, armado, vários lares, ameaçando as pessoas.Silva ouvia música com o som do seu carro no último volume quando os vizinhos começaram a reclamar do barulho. Furioso, ele foi até sua casa, pegou o revólver e passou a ameaçar os moradores, invadindo suas casas para mostrar "quem mandava no pedaço", no dizer de uma testemunha. Acabou contido por dois policiais civis.Enquanto isso, o delegado Cândido Vacarezza, da Corregedoria da Polícia da Bahia, não conseguiu, mais uma vez, tomar o depoimento do "exterminador baiano" Silvino Araújo Neto, que metralhou na quarta-feira a Delegacia de Furtos e Roubos para soltar um amigo. O advogado do ëxterminador?, Vilobaldo Ramos, disse que seu cliente não está em condições de depor. Araújo Neto deve ser expulso da polícia baiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.