Policial assaltado reage e é baleado

O policial federal de São Paulo Leandro Marra Alves, de 32 anos, foi baleado na manhã deste domingo numa tentativa de assalto na zona norte do Rio. Alves dirigia seu carro, um Citröen Picasso, na Rua José Bonifácio, no Méier, quando foi abordado por dois homens que saíram de um automóvel Siena. O agente federal estava acompanhado da mulher. Um dos homens apontou um pistola para o casal. Alves, que tinha uma arma nas costas, reagiu imediatamente e foi baleado pelo bandido no braço. A bala atravessou a parte superior do membro e ainda atingiu de raspão o tronco do policial. Mesmo ferido, ele chegou a trocar tiros com os bandidos e atingir um deles, mas os dois fugiram.Alves veio passar o fim de semana na casa da família da mulher, no Méier. Ele é lotado na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo. O casal havia acabado de se despedir dos parentes para voltar à capital paulista quando foi abordado pelos criminosos, por volta das 11h30. "Nós tínhamos ido ao portão para a despedida e vimos quando o assalto aconteceu. Foi tão rápido que vimos apenas um dos bandidos", contou o sogro de Alves, que não quis se identificar.O policial federal foi socorrido por policiais civis cariocas que passavam pelo local e levado para o Hospital Salgado Filho, no Méier, onde permanece internado. Segundo os familiares, ele passa bem e está fora de perigo. Alves contou aos parentes e aos policiais que conseguiu balear um dos bandidos. Por isso, a polícia iniciou uma busca em emergências da região. Diante da reação do agente, os bandidos fugiram sem levar o carro e a arma dele. Eles também deixaram para trás o Siena, que havia sido roubado nas proximidades pouco antes do assalto frustrado. Os bandidos fugiram em um táxi Corsa. Policias da delegacia do Méier (23ºDP) apreenderam o carro e acreditam que os bandidos não sabiam que Alves era policial federal. Eles suspeitam de que o taxista que lhes deu fuga também seja cúmplice. Este texto foi alterado às 16h40 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.