Policial civil envolvido em tiroteio no Grajaú é preso

Investigações apontaram que dois agentes tinham sequestrado os dois suspeitos de tráfico de drogas

Central de informação,

20 Novembro 2009 | 15h38

A Corregedoria da Polícia Civil prendeu na quinta-feira, 19, o policial envolvido no tiroteio que resultou na morte de duas pessoas, na região do Grajaú, na zona sul de São Paulo, na última quarta-feira, 18. O tiroteio entre traficantes e policiais ocorreu em frente à Escola Estadual Roberto Mange. Três adolescentes foram atingidos. Um deles, de 17 anos, morreu no Hospital Regional Sul.

 

Veja também

linkMorre adolescente atingido em tiroteio no Grajaú

linkTiroteio em frente à escola deixa 4 feridos e 1 morto em SP

 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Justiça decretou a prisão temporária do policial, após as investigações apontaram que dois agentes tinham sequestrado os dois suspeitos de tráfico de drogas, ambos de 19 anos, com a intenção de extorquir dinheiro. O órgão ressaltou que nenhum dos policiais estava de serviço no momento da ocorrência.

 

Os policiais teriam prendido os suspeitos na Rua Marco Aurélio Marliani, onde funciona um ponto de venda de drogas. Os policiais estavam dentro de um Gol branco que pertencia a um homem, de 38 anos, informante da polícia.

 

Traficantes que presenciaram a ação seguiram os agentes até a Avenida Carlos Alberto Bastos Machado, onde aconteceu o tiroteio. Um dos policiais, de 28 anos, morreu após levar um tiro na cabeça. Um dos suspeitos foi ferido no braço e está no Hospital Geral do Grajaú.

 

Os traficantes e o informante da polícia foram presos por tráfico de drogas e formação de quadrilha.

Mais conteúdo sobre:
Policial civil tiroteio Grajaú preso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.