Policial da Corregedoria preso ao furtar placa de carro

Um dia da caça, outro do caçador. Aquele que deveria investigar e correr atrás de maus policiais, desta vez, foi detido por cometer um crime, cuja vítima acabou sendo um policial militar, colega da mesma Corporação. O soldado Fábio de Souza Grillo, de 26 anos, membro da Corregedoria da Polícia Militar, e Jaílson Xavier de Mesquita, de 22 anos, foram presos, em flagrante, no final da noite de ontem, quando furtavam a placa de um veículo, na avenida Jardim Japão, nº 224, no Jardim Japão, zona norte da capital. A vítima e autor da prisão, o soldado Luciano Alves da Silva, lotado no 9º Batalhão da Polícia Militar, havia deixado seu carro, um Gol, vermelho, estacionado em frente a um prédio quando percebeu dois suspeito rondando o veículo. A placa traseira do Gol já havia sido retirada e guardada no interior de um Vectra cinza, pertencente ao soldado Fábio, autor do furto. No bolso de Jaílson, que já se preparava para retirar a placa dianteira, estava a chave de fenda utilizada no crime. Ao prestar depoimento no 39º Distrito Policial, de Vila Gustavo, Jaílson disse ao delegado João Geórgios Vasiliou que confundiu o Gol vermelho com o veículo de um colega e que o objetivo era apenas fazer um brincadeira, mas a explicação não convenceu o delegado. Por ser réu primário, o rapaz foi liberado para responder processo em liberdade. O policial da Corregedoria, Fábio de Souza Grillo, foi entregue a colegas do mesmo departamento e ficará detido no Presídio Romão Gomes, da PM, aguardando inquérito militar. Ambos foram indiciados por furto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.