Policial do Bope é baleado na cabeça após reagir a assalto

Bala ainda está alojada na cabeça do policial, que foi levado em estado grave ao Hospital Souza Aguiar

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

10 Julho 2009 | 10h18

Um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Rio foi baleado na cabeça após reagir a um assalto na zona norte da cidade na manhã desta sexta-feira, 10. O policial trabalhava como motorista do ex-comandante do Bope, tenente Coronel Alberto Pinheiro Neto, hoje assessor especial do atual comandante da Polícia Militar.

 

Policiais subiram o Morro do Turano e voltaram carregando um corpo. Foto: Wilton Júnior/Agência Estado

 

O policial foi baleado ao tentar impedir um assalto a um Gol por volta das 7h30 desta sexta no Largo da Segunda-Feira, na Tijuca. Ele foi levado em estado grave para o Hospital Souza Aguiar. De acordo com o Bope, a bala ainda está alojada na cabeça.

 

Após o incidente, um batalhão do Bope invadiu o Morro do Turano em busca de um suspeito de cometer o crime. Momentos depois, os militares desceram carregando um corpo.

 

Foto: Wilton Júnior/Agência Estado

Mais conteúdo sobre:
Bope policial baleado Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.