Policial e assaltantes morrem em troca de tiros em Curitiba

Um policial militar e dois assaltantes foram mortos na noite de quinta-feira, 26, em troca de tiros após um assalto a freqüentadores do Jockey Clube de Curitiba, no Bairro Tarumã. A polícia conseguiu prender outros dois envolvidos no assalto, enquanto uma terceira pessoa, provavelmente com um ferimento na mão, fugiu. Foram roubados cerca de R$ 30 mil e vários objetos, como telefones celulares e relógios. A polícia conseguiu recuperar tudo.De acordo com a polícia, quatro homens chegaram ao local, dizendo-se policiais e usando coletes balísticos. Eles renderam o porteiro e foram para uma lanchonete, onde um grupo com aproximadamente 15 pessoas estava jogando cartas. Eles disseram à polícia que foram obrigados a deitar no chão e acabaram agredidos com socos e chutes. Depois de se apoderar do dinheiro das pessoas que ali estavam, os assaltantes entraram em um Corola, que tinham roubado pouco antes, e saíram pela BR-116.Um grupo de policiais do Regimento Montado fazia patrulhamento e estranhou o modo como o Corola trafegava e, quando se aproximou para a abordagem, foi recebido a tiros. O cabo Júlio César Bales, de 34 anos, foi atingido no rosto e morreu no local. Na troca de tiros, os assaltantes Levi da Cruz e Milton César Alves também foram mortos. Os outros conseguiram fugir usando uma motocicleta e um automóvel.Durante a madrugada, os policiais prenderam Marcos Aurélio do Couto Martins, que também é acusado de participar do assalto, e Dirlei Pereira de Souza, acusado de dar cobertura para a fuga de seu irmão Reginaldo Nascimento de Souza. No carro e em uma casa, onde Martins tentava se esconder, foram encontradas várias armas, como escopetas, rifles e pistolas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.