Policial é assassinado na doceria da mulher

Uma tentativa de assalto ou vingança são as duas hipóteses com que trabalha a polícia para tentar elucidar o crime ocorrido no início da noite de sábado, em uma loja de doces da Av. Nossa Senhora do Guadalupe, 241, bairro do Jardim Helena, Zona Leste da cidade de São Paulo. O policial militar Wagner Pires de Oliveira, que estava de folga e à paisana, tomava conta do estabelecimento, pertencente a sua mulher, quando foi baleado. Oliveira acabou morrendo ao ser socorrido no Hospital Planalto, de Itaquera. Lotado no 28º BPMM, Wagner não usava arma quando estava de folga, tomando conta da loja. Segundo testemunhas, o homem que entrou na loja não chegou a anunciar assalto, sacou da arma e efetuou vários disparos, alguns dos quais acertaram o PM. Um projétil feriu de raspão uma garota que estava no estabelecimento e também foi socorrida no mesmo hospital. O autor dos disparos fugiu sem nada levar e o inquérito foi instaurado no 103º DP Cohab II/Itaquera.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.