Policial é preso ao levar drogas e celulares para Bangu 1

Um policial militar e um agente penitenciário foram presos no início da tarde deste sábado ao tentarem introduzir celulares, drogas e uma arma na Casa de Custódia Jorge Santana, parte do complexo penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio. O soldado PM Alexandre Santos Ismerim e o agente Josélio Gomes da Silva foram detidos logo depois de cruzarem o portão da unidade. Em uma sacola, eles transportavam um revólver, dois celulares, um carregador, maconha e cocaína. A prisão abriga 400 detentos que aguardam julgamento.Ismerim e Silva trabalham na segurança da casa de custódia e estavam de plantão ontem. Por volta de meio-dia, alegando problemas particulares, ambos deixaram a prisão. Um telefonema anônimo alertou o Serviço Reservado da PM de que os dois levariam armas, drogas e telefones para presos. Ao voltarem para o trabalho, às 13 horas, eles receberam voz de prisão. A polícia ainda não sabe quem receberia o material e investiga a possível participação do policial e do agente carcerário em recentes fugas de presos.No dia 18, o Ministério Público Estadual (MPE) apreendeu sete celulares e drogas no presídio de segurança máxima Bangu 1, onde está o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar. Por meio de grampos telefônicos autorizados pela Justiça, o MPE e a Polícia Federal constataram que, mesmo presos, integrantes da quadrilha de Beira-Mar controlam o tráfico de drogas e negociam a compra de armas por meio de celulares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.