Policial mata promotor após acidente de trânsito

O policial militar Heitor José Ávila, de 26 anos, matou o promotor de Justiça Marcelo Küfner, de 33 anos, depois de um acidente de trânsito, na madrugada desta sexta-feira, em Santa Rosa, no noroeste do Rio Grande do Sul. O promotor estava trabalhando no prédio do Ministério Público quando ouviu o barulho do choque de um carro contra uma árvore na rua. Preocupado com as conseqüências do acidente, ele desceu e percebeu que o motorista, o soldado Ávila, não estava ferido, mas apresentava sinais de embriaguez. Quando outros policiais chegaram para verificar a ocorrência, Küfner se identificou e recomendou que Ávila fosse levado a um exame de teor alcoólico. Revoltado, o soldado descarregou o tambor de um revólver calibre 38 contra o promotor.Acertou quatro tiros, todos a menos de um metro e meio de distância. Depois da prisão, a polícia descobriu que Ávila já respondia inquérito por suposta execução de um rapaz em Caxias do Sul.Também revelou que laudos psicológicos indicavam que ele não tinha condições de exercer a função por seu comportamentoagressivo e dificuldades de controlar emoções e tolerar frustrações. O soldado só continuava na ativa por uma decisão da Justiça. Küfner havia ingressado no Ministério Público há dois meses, depois de passar num concurso.

Agencia Estado,

14 de maio de 2004 | 19h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.