Policial militar dormirá em Base de Segurança

Conceito importado do Japão, mantém o policial e a família dele morando no local de trabalho

Pedro da Rocha, estadão.com.br,

21 de abril de 2010 | 01h42

A Polícia Militar vai inaugurar, em Mogi das Cruzes, uma Base Comunitária de Segurança Distrital. É a primeira unidade deste tipo na região metropolitana de São Paulo.

 

A cerimônia acontecerá na próxima quinta-feira, 22. O diferencial deste posto de segurança é que ele será também uma casa e o policial seu morador. Ele dormirá no trabalho, juntamente com a família. O bairro escolhido, Pindorama, não possui alto índice de criminalidade. "O objetivo é que a comunidade crie um vínculo com a corporação e o poder público. Se a população confia, conhece o policial, ela sentirá segurança para denunciar os delitos", diz o Capitão Sérgio Marques, assessor de imprensa da Polícia Militar.

 

As Bases Comunitárias de Segurança Distritais surgiram da cooperação entre a Polícia Militar brasileira e a Polícia Nacional do Japão. O conceito foi importado do país oriental, e existe lá desde o século 19. Já estão em funcionamento, no Estado de São Paulo, 34 unidades, espalhadas em cidades do interior. Mais 11 Estados do país possuem pelo menos uma Base Comunitária de Segurança Distrital.

Mais conteúdo sobre:
PMBase Distrital

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.