Policial Militar é alvejado por criminosos e morre no Rio

O soldado conduzia uma viatura de patrulha quando foi atingido; este é o 40º policial morto somente neste ano na cidade

Antonio Pita, O Estado de S. Paulo

22 Maio 2016 | 12h04

Um policial militar da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi morto na manhã deste domingo (22) na Mangueira, da zona norte do Rio, atingido por disparos de criminosos. De acordo com a Polícia Militar, o soldado conduzia uma viatura de patrulha quando foi alvejado por suspeitos em motocicletas. Este é o 40º policial morto somente neste ano no Rio – uma média de um a cada quatro dias. 

De acordo com o comando da UPP Mangueira, a viatura onde o soldado estava foi “atacada” por criminosos na Rua Visconde de Niterói, no acesso à favela. O policial, que não teve o nome revelado, foi encaminhado ao Hospital Quinta D’Or, em São Cristóvão, mas não sobreviveu. Não há informações sobre o enterro do policial. 

Outro policial que estava na viatura não foi atingido.  O caso será investigado pela Divisão de Homicídios. Ao todo, de janeiro a maio deste ano,  37 policiais militares e três civis foram mortos no Rio. Entre os militares, 11 foram mortos em serviço. No último ano, foram 85 policiais mortos entre janeiro e novembro, segundo dados da Secretaria de Segurança. 

 

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Violência Policial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.